Android

S40/Asha

Post Page Advertisement [Top]















A Nokia estava trabalhando em um tablet equipado com o sistema
operacional MeeGo, mas decidiu descontinua-lo - junto com o MeeGo - a
fim de investir em dispositivos com Windows. A informação vem de um
longo artigo sobre a plataforma MeeGo no Taskumuro, um site finlandês,
que revela muito sobre o tablet condenado, de codinome Senna.


Para começar, o Senna parecia um Nokia N9 gigante - o que não é ruim,
porque o N9 era um aparelho fantástico para o futuro, e inspirou os
corpos de policarbonato e a tela curva dos Lumia com Windows Phone 8,
que estão entre os melhores smartphones projetados no mercado hoje. O
tablet foi
baseado na plataforma ST-Ericsson U8500 NovaThor, com dois núcleos ARM
Cortex A9, uma GPU ARM Mali 400 e um modem HSPA, todos instalados no
mesmo chip.
Possuia uma câmera traseira que filmava em 1080p, e a interface do
usuário foi uma versão pública do MeeGo e muito reminiscente da
interface do usuário do N9. Um protótipo do Senna foi apresentado ao
chefe da Nokia, Stephen Elop, que supostamente não poupou elogios
sobre o aparelho. Então, ele pode muito bem ter entrado em produção,
já que na época a Nokia ainda não havia feito o acordo com a Microsoft
e o Meego era a aposta do momento.


Enquanto o Senna pode ser chamado de o 'tablet-que-nunca-foi', o MeeGo
em si ainda sobrevive. A startup finlandesa Jolla, uma empresa fundada
por ex-funcionários da Nokia, continua a trabalhar com o sistema
operacional e com planos em trazer smartphones baseados na plataforma
para o mercado em breve.

Ainda segundo rumores a Nokia poderá lançar o Senna, só que com
Windows RT, provávelmente na CES ou no MWC no início do ano que vem.

Você acha que o Tablet Nokia Senna com MeeGo teria sido um sucesso, ou
seria mais um dos rivais do iPad que fracassaram?

Compartilhe sua opinião nos comentários!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Tema adaptado por TecnoFator | Origem